Degustação de Chás gourmet e estilo de vida.

 
 

24/05/2012

Cupcake de Beterraba ou Red Velvet Cake "natural"

O bolo Red Velvet é conhecido por sua profunda coloração vermelha que em muitos casos, utiliza-se de grande quantidade de corante para chegar na tonalidade ideal. Uma vez, tentei seguir a receita ao pé da letra e quando cheguei na hora do corante, simplesmente perdi o gosto pela coisa toda. Acreditem, foi *muito* corante para não ficar aquele vermelho desbotado e então, cá estou com uma solução mais natural: o uso da beterraba.

Cupcake de Beterraba

Sim, esta receita mantém um certo gosto da beterraba (eu gosto de beterraba!) mas acredito que adicionando mais baunilha, o sabor se torne bem imperceptível.  É um bolo bem fofinho e úmido, com a tradicional cobertura de cream cheese de baunilha, porém, em seu interior eu fiz o recheio com geléia de laranja (que caiu como uma luva)!

Cupcake de Beterraba


Bolo de Beterraba do Chá, Arte e Vida!

- Ingredientes :

2 beterrabas (300gr)
3 ovos
1/2 xícara de óleo vegetal (se optar por fazer um bolo grande, coloque 1 xícara inteira)
1/4 xícara de suco de limão
1 1/2 colher de chá de baunilha

2 xícara de açúcar
2 xícaras de farinha
2 colher de chá de fermento
1 1/2 colher de sopa de cacau em pó
1/4 colher de chá de sal

- Preparo:
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Bata no liquidificador as beterrabas, ovos, o óleo, o suco de limão e baunilha. Em vasilha separada misture a farinha, o fermento, açúcar, chocolate em pó e o sal. Adicione a massa da beterraba e misture bem (à mão).
Divida a massa em forminhas e leve ao forno por 30 minutos ou até que um palito espetado saia limpo.

- Cobertura:
Como não gosto de muita cobertura nos cupcakes (para não adoçar demais e tirar o equilíbrio dos sabores), faço em pouca quantidade somente para preencher o centro do bolinho. Utilizei 2/4 de uma barra de manteiga sem sal com metade do pote de cream cheese, mais 1 xícara de açúcar de confeiteiro e algumas gotas de essência de baunilha. Misturei tudo na batedeira e confeitei os bolinhos.

Cupcake de Beterraba


É um bolo muito rico de sabores e cores, sendo muito bem acompanhado por um chá verde!  

Bon appétit!

11/05/2012

A temporada chegou... que tal um Masala Chai?

Agora não há mais dúvidas, a temporada do friozinho chegou!

Esta temporada é ótima para escalar e, claro, para tomar uma boa xícara de chá. Eu particularmente sinto que o outono, com este clima ameno, faz prestarmos mais atenção aos sabores postos em uma xícara uma vez que só o fato do chá ajudar a nos aquecer, ele nos proporciona tamanho prazer.

Hoje vou falar de um chá muito bom para aquecer o corpo e a alma, o Masala Chai (vocês podem tê-lo conhecido como "Chai Latte", que é o termo americano). A origem tradicionalíssima deste chá vem da Índia, onde ele é bem popular e encontrado facilmente em muitos estabelecimentos. A palavra "masala" (muito usada na cozinha indiana em geral) significa a mistura de uma variedade de especiarias e neste caso do chá, eu sinto que o Cardamomo faz um papel fundamental:

Cardamomo

Aparentemente existem três tipos de cardamomo divididos por região de cultivo, mas o verde (foto acima) é o mais comumente utilizado sendo uma especiaria muito cara, perdendo somente para o açafrão e a baunilha. Aqui no Brasil eu o encontro na Zona Cerealista de São Paulo, sendo 100 gramas em torno de R$13 (e eu aconselho comprá-lo ao encontrá-lo pois em algumas temporadas esta especiaria some do mercado - e 100 gramas é suficiente para muitos bules de Chai). Ah sim, e prefira comprar a fruta inteira ao grão triturado para conservar por mais tempo seu sabor.
 
Masala Chai

Vamos à receita:

Masala Chai do Chá, Arte & Vida!
(serve duas xícaras)

1 xícara de água
1 xícara de leite
3 colheres de chá de chá preto
1 colher de chá de gengibre moído
3 frutos de cardamomo
2 grãos de pimenta do reino
2 cravos da índia
1/2 colher de chá de canela em pó
açúcar a gosto

Misture a água e o leite em uma panela e ferva. Adicione os temperos (previamente macerados) e em fogo baixo, misture até que tudo tenha se dissolvido bem. Mexa por 2 minutos e adicione o chá preto. Desligue o fogo e aguarde três minutos antes de coar. Sirva e deixe o açucareiro à disposição para que as pessoas adocem como preferirem (lembrando que as especiarias casam muito bem com o açúcar, ele é praticamente um must neste chá).

Um conselho que dou em relação ao chá preto é que ele tem de ser bem forte. Testei com o nacional Ribeira, e apesar dele ser muito bom solo, no Masala ele se apresentou muito suave. É importante você ter um chá preto inglês ou indiano para a receita ficar com sabor e coloração (caramelo) perfeita.

Bom friozinho para todos! 

INSTAGRAM @chaarteevida

Escola de Chá Embahú

Comentários Recentes

Receba as atualizações por email

Este símbolo indica conteúdo em língua inglesa
♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua francesa
♦♦♦ Este símbolo indica conteúdo em língua japonesa
Este símbolo indica conteúdo em língua espanhola


Arquivo do blog

Siga-me!

InstagramFlickrFacebookFeed RSSFlickrTwitter Feed RSS
 
| Início | Sobre a Autora | Entre em Contato | Escola de Chá Embahú |

Design e Fotos por Yuri Hayashi.
"Chá & Poesia" - Todos os direitos reservados, 2008®, 2009®.
"Chá, Arte e Vida!" - Todos os direitos reservados, de 2010® a 2016®.